(21) 3400-7688 // 9754-56945 (Whatsapp) contato@turistafc.com.br
Los Angeles está de volta e prepara arena mais incrível da NFL

Los Angeles está de volta e prepara arena mais incrível da NFL

Depois de mais de 20 anos, a NFL volta a Los Angeles na próxima temporada. Assim, um dos destinos favoritos dos turistas que visitam os Estados Unidos estará mais uma vez no calendário da liga esportiva mais rica do planeta.

Tudo graças aos Rams, que retornam como franquia para Los Angeles depois de um período em St. Louis. O time havia trocado a Califórnia por Missouri em 1995 e agora faz o caminho de volta (os Rams já haviam sido uma equipe de Los Angeles por 48 anos).

A partida que marca a volta da NFL à capital mundial do cinema está marcada para a segunda rodada da temporada regular. No domingo dia 18 de setembro os Rams recebem o Seattle Seahawks para celebrar o reencontro com os torcedores californianos. O jogo está marcado para o Los Angeles Memorial Coliseum, palco dos Jogos Olímpicos de 1984. No entanto, o time contará com um novo estádio em breve.

Os Rams prometem para 2019 a mais espetacular arena da NFL, com arquitetura revolucionária e experiência de visitante inovadora… com direito a tapete vermelho (afinal, se trata de Los Angeles). O futuro estádio ficará no distrito de Inglewood. Assista ao vídeo abaixo e confira um preview de como será a próxima casa dos “carneiros”:

Quatro torcidas brasileiras vão invadir a Disney em Orlando – vídeo!

Quatro torcidas brasileiras vão invadir a Disney em Orlando – vídeo!

Quatro grandes torcidas do futebol brasileiro vão invadir a terra do Mickey em janeiro de 2016, na segunda edição da Florida Cup. Atlético-MG, Corinthians, Fluminense e Internacional vão em busca da taça, no torneio de pré-temporada que ainda reúne Bayer Leverkusen e Schalke 04 (Alemanha), Shakhtar Donetsk (Ucrânia), Independiente de Santa Fé (Colômbia) e Fort Laudardale Striker (EUA).

Pelo regulamento, cada time jogará apenas duas vezes. O campeão será decidido por pontuação e saldo de gols. O torneio acontece de 10 a 20 de janeiro.

Assista ao vídeo abaixo e confira o que espera o torcedor brasileiro que viajar para ver a Florida Cup. Após o player, confira como adquirir um pacote para ver a competição.

florida_cup_turistafc

Tailgate: é futebol americano com churrasco e cerveja

Tailgate: é futebol americano com churrasco e cerveja

Uma das atrações típicas da NFL nos Estados Unidos é o tailgate, uma espécie de festa de torcedores nos estacionamentos dos estádios antes das partidas. Em clima familiar, os fãs da bola oval consomem muito churrasco e cerveja antes das emoções do futebol americano. É um programa para um dia inteiro!

A viagem especial que o Turista FC oferece, na companhia do comentarista Paulo Mancha, inclui a participação em um tailgate antes do clássico entre Jets e Giants em Nova York (em 6 de dezembro).

Quer saber mais sobre o espírito de um autêntico tailgate? Confira esse vídeo abaixo sobre um churrasco da torcida do New York Jets, nos estacionamentos do Metlife Stadium.

Paulo Mancha, referência de turismo e NFL no país

Paulo Mancha, referência de turismo e NFL no país

O comentarista de TV Paulo Mancha é o protagonista da primeira ação de grupo do Turista FC no exterior. Especialista em futebol americano, o profissional do grupo ESPN vai acompanhar torcedores a alguns dos melhores destinos da NFL – e também da NBA e do rock’n’roll – confira aqui.

Além da ligação com o esporte, Paulo Mancha tem uma extensa relação com o mundo do turismo. Como jornalista, atua neste segmento há muito tempo. Foi editor-chefe da revista “Viajar Pelo Mundo” e repórter das revistas “Terra” e “Próxima Viagem”.

O currículo de Mancha conta com a realização de mais de 30 reportagens internacionais e com dois prêmios da Comissão Europeia de Turismo, em 2012 e 2014.

Hoje em dia o comentarista de TV mantém o site Viajando Por Esporte para relatar suas experiências de viagem ao redor do planeta. Lá você encontra experiências em grandes arenas da NFL, entre outras aventuras fora do mundo esportivo.

UM DOS MAIORES ESPECIALISTAS EM NFL NO BRASIL

Quem acompanha as emoções do futebol americano pela TV fechada brasileira sabe que Mancha é uma das referências da modalidade no país. O jornalista atua como comentarista desde 2006, sendo desde 2012 nos canais ESPN.

mancha04Mancha cobriu in loco dois Super Bowls (2010 e 2012) e é membro da Pro Football Researchers Association (PFRA). Além disso, já realizou oito viagens aos Estados Unidos para acompanhar jogos da NFL ou visitar estádios da liga.

No Brasil, Mancha também atua como editor-chefe da Revista Guia Futebol Americano e é autor do livro Touchdown – 100 histórias divertidas, curiosas e inusitadas do futebol americano.

Por fim, o especialista também atua como palestrante, com mais de 20 apresentações já realizadas sobre futebol americano em todo o Brasil.

A parceria entre o Turista FC e Paulo Mancha leva você ao melhor da NFL. Clique e confira o roteiro da viagem programada para dezembro, a lista de atrações, além de opções de preços.

A NFL está de volta! E com ela, o estádio mais barulhento do mundo

A NFL está de volta! E com ela, o estádio mais barulhento do mundo

Amigo, chegou a hora! A liga de esporte mais rica do planeta dá a largada para mais uma temporada nesta quinta-feira, dia 10 de setembro. O atual campeão New England Patriots recebe o Pittsburgh Steelers em seu estádio, nas imediações de Boston.

Chegou o momento também de voltar a testemunhar a torcida mais barulhenta do mundo em ação. Pensou em Boca Juniors? Perdeu! Flamengo ou Corinthians? Perdeu de novo! O inferno do esporte está localizado na Costa Oeste dos Estados Unidos, quase junto à fronteira com o Canadá.

Todos os ruídos levam ao CenturyLink Field, casa do Seattle Seahawks, time que disputou as últimas duas edições do Super Bowl (ganhou uma e perdeu outra). É o lugar que entrou para o Guinness World Record como estádio mais barulhento do mundo – 137.6 decibéis registrados num jogo recente contra o New Orleans Saints.

Essa atmosfera faz alguns dos adversários tremerem. Às vezes é quase impossível os jogadores se comunicarem dentro de campo, mesmo lado a lado. Mas será que isso acontece pelo fato de os torcedores dos Seahawks serem os mais fanáticos da NFL? Ou será que a vida junto ao ar do Pacífico lhes confere uma força extra de pulmão? Nada disso.

Sim, os fãs do Seattle são muito animados. No entanto, o CenturyLink Field atinge níveis de recorde mundial de som graças ao seu desenho. O bilionário Paul Allen, proprietário do time, queria um estádio com essa característica quando encomendou a obra ao arquiteto Jon Niemuth. Assim, a obra concluída em 2002 é um verdadeiro templo do barulho.

O CenturyLink é construído na menor área da NFL, em comparação com todos os demais estádios da liga. Mesmo assim, não é nada pequeno, já que abriga 67 mil torcedores. Cerca de 70% dos assentos são cobertos por uma espécie de toldo, em formato de parábola. Ou seja, parte do som emitido não escapa pelo ar, mas volta direto para o campo. Além disso, a arquibancada do setor norte é feita de alumínio. Nesta parte da arena, quando a torcida bate o pé no chão, o barulho é quase ensurdecedor.

Como jornalista, estive no CenturyLink Field em 2008, para acompanhar uma partida amistosa da seleção contra o Canadá. Infelizmente não pude experimentar o delírio sonoro provocado pelos fãs dos Seahawks, mas saí maravilhado com a beleza arquitetônica do estádio.

Esse vídeo abaixo da ESPN americana explica cientificamente porque o CenturyLink Field é o estádio mais barulhento do mundo. Confira:

Quer ver a NFL de perto? Clique aqui e confira os pacotes da liga mais rica do mundo no Turista FC.

Três horas de diversão! No beisebol dos EUA, o jogo é o de menos

Três horas de diversão! No beisebol dos EUA, o jogo é o de menos

Existe um mito entre aqueles que gostam de esporte no Brasil de que ver um jogo de beisebol é uma missão chata. Afinal, trata-se de aguentar uma pequena maratona de três horas na frente da TV vendo caras fortões tentando rebater uma bola com um taco. Mas, para o viajante que tem o privilégio de ir aos Estados Unidos, basta atravessar o portão de um desses templos da modalidade para começar a se despir de preconceito.

O beisebol pode, sim, ser uma experiência muito divertida – especialmente se for uma experiência in loco. Quem dá ao Turista FC um rico depoimento a respeito é o paulista Patrick Mesquita (na foto acima), que recentemente fez uma visita à casa do Chicago Cubs.

Goste você ou não de esporte, a escolha por um jogo de beisebol na viagem aos Estados Unidos não deixa de ser também uma experiência antropológica. Sim, porque dentro do estádio você vai ver o americano em sua essência, ou na essência do clichê americano. Tem cachorro quente, cervejas, bonés em profusão e uma diversão puramente familiar.

Patrick esteve no centenário Wrigley Field, fundado em 1914, a casa do Chicago Cubs. O turista brasileiro teve oportunidade de ver uma partida contra o San Diego Padres. Foram quase 4 horas de diversão, que habitualmente vão muito além do jogo em si.

Os americanos adoram datas especiais, não? No dia deste jogo, celebrava-se por lá o dia do aviador. Por isso, as 10 mil primeiras pessoas que chagassem ao Wrigley Field ganhariam um chapéu de aviador, em um brinde que Patrick trouxe de volta ao Brasil.

Antes do primeiro arremesso, no entanto, o brasileiro curtiu uma espécie de lounge, que contempla quem chega mais cedo. É o Jack Daniel’s Patio, uma espécie de festa de “esquenta” do lado de fora, com cerveja e badalação.

cubs2O que mais? Fala, Patrick:

A experiência: muito mais legal do que pela TV

“O jogo é de menos.”

“Beisebol é um esporte difícil de ver para quem não é americano. Mas quando você está in loco é muito mais legal. Você entra na vibração da torcida, se distrai com alguma coisa que está passando no telão. É mais atraente. Você acaba comemorando junto com a torcida, vibrando com o cara que pega a bolinha quando ela sai. Você se sente bem melhor quando está in loco. Na TV eu não consigo ver o jogo inteiro. Lá foi de boa.”

A tradição do esporte amado pelos americanos

A Major League Baseball tem suas arenas modernas, mas a tradição costuma falar mais alto ao coração dos fãs. Quem já passou perto do Fenway Park em Boston sabe o que estou falando. Em Chicago também é assim, com uma atmosfera que lembra o acanhado estádio do Juventus de São Paulo.

“É um dos estádios mais antigos, é tipo uma Rua Javari dos caras. Só colocaram telão este ano, eles querem assim. Eles rejeitavam, ficavam no placar manual.”

É puro espetáculo: comida, compras e diversão fora do campo

“O pessoal vai chegando muito cedo no estádio, mas ninguém senta na cadeira. Todo mundo fica tomando cerveja fora, na parte de fora do estádio.”

“E o pessoal vai comprando souvenir, e compra mesmo.”

bear2“Não dá pra resistir, é muito louco. Porque o mascote do time é muito carismático, um ursinho. Você acaba comprando o urso, a camisa do time. Se você gosta do esporte, acaba se identificando com os times do lugar para onde você viaja.”

“O ambiente bem familiar, bem mais divertido. Toda hora tem uma promoção, do tipo que sorteiam algo para a pessoa que está sentada em tal lugar, aí ela ganha alguma coisa. Toda hora eles fazem algo para promover, para você voltar em outros jogos. O torcedor é muito bem tratado.”

“Tudo tira atenção, os torcedores brincando com mascote, a loja vendendo durante o jogo. O jogo acaba sendo o de menos. Ainda assim é legal acompanhar o jogo. Mas é uma experiência esportiva completa, tratada como espetáculo, como os americanos sabem fazer”

 

E AÍ, ANIMOU? ENTÃO VEM CONHECER OS PACOTES DO TURISTA FC PARA VER A MLB LÁ DE PERTINHO. É SÓ CLICAR AQUI

 

%d blogueiros gostam disto: